Errata

Onde diz neve leiam
marcas dos dentes de uma virgem
Onde diz faca leiam
atravessaste os meus ossos
como uma sirene de polícia
Onde diz mesa leiam cavalo
Onde diz cavalo leiam o meu fardo de emigrante
As maçãs devem permanecer maçãs
Cada vez que aparecer chapéu
pensem em Isaac Newton
lendo o Velho Testamento
Eliminem todos os pontos
são cicatrizes deixadas pelas palavras
que não consegui escrever
Ponham um dedo sobre cada nascer do sol
para que ele não vos cegue
Aquela maldita formiga ainda mexe
Será que vai sobrar tempo
para corrigir todos os erros
mãos que disparam armas de contrabando
florestas consumidas como charutos
aquela garrafa de cerveja o meu maior erro
a palavra que deixei ficar escrita
quando devia ter gritado
por ela




Charles Simic