Negra bílis

Há meses que vivo rodeada
por uma substância negra e pegajosa
que invadiu a minha casa. As paredes,
o chão, as janelas e os móveis,
a comida, os livros e a roupa,
o teclado do computador, as plantas,
o telefone… Está tudo impregnado
com este pez escuro, o mesmo que respiro
e que me mata pouco a pouco.
Dizem que os venturosos e os néscios
chamam melancolia a esta porcaria
que apodrece o coração e asfixia a alma.



Amalia Bautista
Estoy Ausente
Pre-Textos, 2004
Trad. A.T.

2 comentários:

Lou Rivara disse...

Antes o pó?

Albino M. disse...

Em tempo: corrigi para masculino "esta pez escura", depois de conferir: http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=pez