dum grande poeta deu-se o nome

dum grande poeta deu-se o nome
a uma rua suburbana

nem tanto quis em vida

das «solidões lacustres»
que seu facho ainda alumia
dos nítidos e urbanos
dias ermos
escreveu e morreu

um dia
trocou o amor já anunciado das mulheres
e o tráfico das emoções nos espectáculos
pela paz indissolúvel

os demais resistiram
estão em bronza nas sessões camarárias
nos jardins de infância
nos largos das cidades marítimas

a ele deu-se uma rua suburbana
nem tanto era preciso

sua lisa fronte maldita
não se cobre da pátina das inscrições no mármore

de regresso a casa
com a lua mortíça ponderável nas nucas
fulge limpidamente
nas memórias mais graves
dos melhores de nós

Sebastião Alba
A Noite Dividida
Assírio & Alvim

1 comentário:

bruno sousa villar disse...

Alba fulge limpidamente
nas memórias mais graves
dos melhores de nós.