Vezes por ano celebramos

vezes por ano celebramos o aniversário dos mortos
miramos os seus retratos, mas vemo-nos a nós
num espelho tão cruel quanto carinhoso
mais velhos um ano, eles, e nós
mais próximos do nosso último retrato
oh sim, fazemos anos nos mesmos dias

happy birthday, parabéns
pode-se continuar morrendo pela eternidade



Bénédicte Houart

Vida: variações
Livros Cotovia, 2008

3 comentários:

bruno sousa villar disse...

Devastador.

José S. disse...

Sim, um final irónico que dói.

Susana A. disse...

gostei tanto deste poema, e só agora o digo.

*