Necrofilia

O acto amoroso é o mais parecido
a um assassinato.
Na cama, num gozo terrível, trata-se de apagar
a alma daquele que está,
homem ou mulher,
debaixo.
É devido a isso que não nos olhámos.
Ejacular é sujar o corpo,
e penetrar é humilhar com
a verga a
erecção de outro eu.
Apagar ou ser apagados, tanto faz, mas
num instante, ir-se
deixá-lo
uma vez mais
entre os seus lábios



Leopoldo María Panero

1 comentário:

bruno sousa villar disse...

A devastação da inteligência.